COMPETÊNCIAS, HABILIDADES E ATITUDES A SEREM DESENVOLVIDAS

Apontam-se, a seguir, uma seleção das competências que se considera básicas no processo de ensino-aprendizagem em História para o Ensino Médio. A divisão das competências em três grupos é baseada nos PCN de Ensino Médio e tem caráter puramente didático. Os três grupos de competências e um de atitudes indicadas se entrecruzam e só fazem sentido se pensados em conjunto, quando da elaboração de propostas de curso e de atividades pelos professores de cada escola.

1. Investigação e Compreensão

• Trabalhar com fontes históricas de diversos tipos, identificando seu contexto de produção (tempo/espaço/sujeito) e relacionando-as entre si.
 
 

• Criticar, analisar e interpretar fontes documentais de natureza diversa, reconhecendo o papel das diferentes linguagens, dos diferentes agentes sociais e dos diferentes contextos envolvidos em sua produção.
• Formular questões e elaborar estratégias para resolução "problemas históricos".
• Ler e escrever textos históricos, utilizando corretamente os conceitos específicos da disciplina.
• Interpretar textos, sobretudo textos históricos, discernindo o seu conteúdo essencial.
• Interpretar dados numéricos, bem como conteúdo científico e estético, relacionando esses conhecimentos com o conhecimento histórico.

   
 
• Analisar os usos sociais da História, como disciplina, pelas diversas instâncias de poder das sociedades.
• Compreender o processo de produção da narrativa histórica (historiografia).
• Realizar atividades de reflexão historiográfica, distinguindo narrativas diferentes sobre um mesmo tema histórico.
• Operar conceitos ligados às convenções históricas (Idade Moderna, Idade Contemporânea, etc.) e conceitos de referência para a disciplina (política, cultura, economia, etc.).
 

2. Representação e Comunicação


• Produzir textos analíticos e interpretativos sobre os processos históricos, a partir das categorias e procedimentos próprios do discurso historiográfico.
• Fazer síntese histórica de processos em estudo, utilizando diferentes linguagens (escrita, oral, videográfica, iconográfica, artística, etc.).
• Explicar e comparar diferentes pontos de vista ou interpretações históricas sobre um mesmo tema.

 
 

• Exercer seus valores, reconhecendo a necessidade de atender aos interesses da comunidade e respeitando a existência legítima de valores diferentes.
• Desenvolver e utilizar instrumentos de sistematização dos dados de pesquisa.

3. Contextualização Sócio-Cultural

• Situar as diversas produções da cultura – as linguagens, as artes, a filosofia, a religião, as ciências, as tecnologias e outras manifestações sociais – nos contextos históricos de sua constituição e significação.
• Situar os momentos históricos nos diversos ritmos da duração e nas relações de sucessão e/ou de simultaneidade.
• Relativizar as diversas concepções de tempo e as diversas formas de periodização do tempo cronológico, reconhecendo-as como construções culturais e históricas.
• Estabelecer relações entre continuidade/permanência e ruptura/transformação nos processos históricos.
• Comparar problemáticas atuais e de outros momentos históricos.
• Posicionar-se diante de fatos presentes a partir da interpretação de suas relações com o passado.

 
 
• Fazer ordenação cronológica correta do ponto de vista histórico.
• Reconhecer o valor da coletividade na constituição dos processos históricos estudados e vivenciados.
• Relacionar uma interpretação histórica com seu contexto de produção (historiografia).
• Confrontar um discurso histórico com seu contexto de produção.
• Identificar correspondências e contradições entre o discurso e a realidade.
• Discutir valores que estiveram em jogo em determinado tempo/espaço, relacionando-os com valores de outros tempos/espaços, procurando compreender os sentidos das ações de sujeitos históricos ("empatia histórica").
   
 

• Avaliar a aplicação de valores em determinado contexto histórico.
• Operar conceitos históricos, relacionando-os corretamente ao seu contexto de produção ou a contextos em que façam sentido, não cometendo anacronismo.

4. Atitudes


• Construir a identidade pessoal e social na dimensão histórica, a partir do reconhecimento do papel do indivíduo nos processos históricos simultaneamente como sujeito e como produto dos mesmos.
• Atuar sobre os processos de construção da memória social, partindo da crítica dos diversos "lugares de memória" socialmente instituídos.
• Refletir sobre os seus valores individuais e os partilhados no grupo sócio-cultural de referência.
• Descobrir e reconhecer a existência de valores diferentes dos de seu grupo sócio-cultural de referência, através da investigação de processos históricos.
• Negociar soluções coletivas para problemas comuns, propostos em sala de aula.

• Reconhecer o direito do outro de manifestar-se e apresentar suas idéias.

 

Página anterior Avaliação