CRITÉRIOS DE SELEÇÃO DOS CONTEÚDOS

Nesta proposta, a ênfase atribuída ao estudo da dinâmica histórica brasileira visa, dentre outros aspectos, permitir uma melhor compreensão acerca dos problemas vividos pelos próprios alunos. Foram abordados inicialmente os temas relativos à dimensão "local" e regional da história – ou seja, relativos às realidades mais próximas do aluno – partindo-se então para a abordagem da dimensão histórica nacional em suas articulações com a dimensão histórica internacional.

Em consonância com alguns documentos do Ministério de Educação e da Secretaria Estadual de Educação de Minas Gerais, selecionamos um conjunto de objetivos para o ensino de História do segundo segmento do Ensino Fundamental:

   
 

• problematizar visões e representações sociais arraigadas no pensamento e mentalidades social reforçadoras de explicações fatalistas, ingênuas, mitificadoras da realidade. Essas comprometem o avanço dos sujeitos, dos grupos, das identidades sociais em direção à emancipação política e social.
• desenvolver a noção de historicidade das ações dos homens, da realidade social e dos processos históricos.
• incentivar a confrontação de versões e interpretações sobre um mesmo acontecimento histórico;
• incentivar a participação em debates, identificando relações entre temas afetos ao seu contexto mais imediato, ao processo histórico brasileiro e aos processos internacionais.
• propiciar o desenvolvimento de atitudes de respeito e compreensão da diversidade sociocultural das sociedades e da sociedade brasileira, em particular.
• contribuir para a compreensão de problemas e questões do presente e de suas relações com a dinâmica de mudanças e permanências dos processos históricos;
• desenvolver habilidades no trato com fontes históricas de diversos tipos, identificando seu contexto de produção (tempo/espaço/sujeito) e relacionando-as entre si;
• desenvolver habilidades de leitura, interpretação e produção de textos históricos
• estimular negociações e proposições coletivas para resolução de problemas comuns, reconhecendo o direito do outro de manifestar-se e apresentar suas idéias;
• incentivar a reflexão sobre valores individuais, de grupos socioculturais de referência e de outros valores de grupos de tempos e espaços diferentes.

Página anterior Avaliação