AVALIAÇÃO

O erro deve ser visto como uma revelação da lógica de quem aprende. Avaliar é buscar compreender essa lógica, explicitá-la para quem está aprendendo, possibilitando seu avanço. Assim a avaliação deve ser concebida como um instrumento que informa ao professor o que foi aprendido pelo estudante, a eficácia de sua prática educativa e os ajustes necessários nas intervenções pedagógicas. Informa, também, ao estudante quais foram os seus avanços e dificuldades. Por isso a avaliação deve ser feita em diversas situações e com critérios explícitos e claros. Deve utilizar diferentes instrumentos como observações sistemáticas durante as aulas, pesquisas, desenhos, comunicações de experimentos, relatórios de leituras, provas dissertativas ou de múltipla escolha, portifólio, auto-avaliação entre outros.

São pressupostos da avaliação:

  • Comparar o progresso da aprendizagem – o diagnóstico de entrada, utilizado na identificação das explicações prévias dos estudantes sobre o tema, pode ser um parâmetro a ser comparado com os níveis de progresso de construção de conceitos e de relações. Por exemplo, nos temas Sistemas e Ecossistemas, a descrição de uma figura de aquário, sobre o funcionamento de ambientes, feita pelos estudantes no início do desenvolvimento do tema, poderá não só orientar o professor sobre as dificuldades dos alunos nesse conteúdo. Pode ainda, ser comparada com a descrição de um outro ambiente em outros momentos ao longo do tema para identificação do progresso alcançado pelos estudantes. É possível que no diagnóstico inicial, sobre o funcionamento dos ambientes, os estudantes não identifiquem a luz como fonte primária de energia no sistema, as transformações e o fluxo de energia e não dêem muita importância à decomposição e circulação dos nutrientes. Em avaliações subseqüentes os estudantes deverão ser capazes de focar esses aspectos nas suas descrições.

Em uma situação de avaliação os alunos poderão analisar uma figura de um ambiente de jardim e responder as seguintes perguntas:

1 -Explique porque, nesse jardim, as plantas são a base da pirâmide de energia?

2- Argumente sobre a importância de misturar no solo as folhas que caíram.>

  • Acompanhar o desenvolvimento dos estudantes em relação à aprendizagem do conteúdo sendo, portanto, contínua ao longo do processo de aprendizagem. Por exemplo, no tema 2, Biosfera e biodiversidade, as atividades como levantamento de informações, leituras de gráficos, interpretações de experimentos e aplicação de conhecimentos necessitam de avaliações específicas, pois envolvem a sistematização de informações que estão sendo gradativamente acumulados e carecem de organização.

Por exemplo, com um exercício durante a aula de interpretação de um climatograma de uma dada região e as deduções que podem ser feitas a partir desses dados, é possível acompanhar a compreensão que os estudantes estão tendo do conteúdo que está sendo trabalhado e das relações que eles conseguem estabelecer.

cm Floresta Fluvial ºC

Analise o climatograma e responda:

Nessa região, inverno e verão são bem definidos?

A região está no hemisfério Norte, Sul ou no Equador?

Que tipo de vegetação se desenvolve nessa região? E que tipo de animal pode ser aí encontrado?

As sínteses e conclusões elaboradas pelos estudantes são também formas de avaliação. É importante que os alunos saibam retirar dos textos as idéias chave, os conceitos, os exemplos e aplicações.

Uma situação de avaliação pode ser a apresentação dos resultados de uma pesquisa orientada do seguinte tipo:

Escolha um dos tipos de ecossistemas brasileiros e organize as seguintes informações: as características desse ecossistema, a variedade de animais e plantas, a importância de preservá-lo e as ações humanas de degradação e conservação nele existentes.

Nesse tipo de atividade é importante uma orientação bibliográfica ou recomendações de sites.

  • Abranger a compreensão de fatos, conceitos e habilidades ao avaliar o conteúdo. Por exemplo, no tema História da vida na Terra, a situação de aprendizagem como uso de filmes e de debates desenvolvem competências de falar e ouvir, argumentar e estabelecerr diferenças entre idéias. Essas atividades incrementam o raciocínio e a habilidade de compreender e explicar os fenômenos. Assim, merece uma avaliação sistemática, não só pelo aprendizado dos fatos, mas, também pelas competências desenvolvidas pelos estudantes como contribuir com novas idéias durante a discussão, saber coordenar grupos, saber estimular a participação de outros colegas, fazer sínteses e tirar conclusões, entre outras.

Uma situação de avaliação pode ser uma discussão, realizada por um grupo de seis alunos debatedores, durante 15minutos. Os demais colegas observarão a discussão anotando as melhores idéias geradas durante a discussão, a participação dos debatedores e farão a síntese das conclusões do grupo.

Sugestão de problema a ser debatido:

A comunidade científica se pronunciou a favor da clonagem humana com objetivos terapêuticos, mas contra a clonagem com fins reprodutivos – para replicação de indivíduos completamente formados. Alguns cientistas também defendem a clonagem humana para casos especiais de infertilidade e doenças genéticas.

Que situações você aprovaria a clonagem e em que situações você considera que deveria ser evitada?

Ser diversificada como individual e coletiva, oral e escrita, provas, debates, entrevistas, questionários, portifólio. Por exemplo, no tema História Natural da Sexualidade, a situação de aprendizagem proposta como, uso de diferentes meios de comunicação (revistas, jornais, filmes, TV e rádio), para a compreensão da diversidade sexual, pode ser avaliada individualmente em questões de provas abertas ou fechadas.

Uma situação de avaliação pode ser questões de múltipla escolha como:

Questão 01:

C6 H12 O6

Esta molécula orgânica é encontrada em todos os seres vivos, com exceção de:

A- algas
B- protozoários
C- plantas
D- vírus

Questão 02

Os aminoácidos são importantes para os seres vivos para produção de:

A - carboidratos
B - lipídeos
C - proteínas
D - polissacarídeos

Questão 03

Há 135 milhões de anos os seres vivos apareceram e se extinguiram da face da Terra e ela tornou-se um imenso depósito de cadáveres porque os nutrientes não foram devolvidos à natureza para serem reutilizados"

Este fato só faz parte da ficção devido à ação de:

A - algas
B - bactérias
C - protozoários
D - vírus

  • Ser Formativa para indicar os avanços e as dificuldades que vão se manifestando ao longo do processo, através de situações problemáticas interessantes em que os estudantes produzam textos argumentativos em grupo, apresentem painéis contendo dados sobre o tema e/ou entrevistas com especialistas.

Por exemplo, no tema Hereditariedade - vida e seus códigos, as atividades como leitura e produção de textos sobre clonagem, transgênicos, células tronco.

Uma situação de avaliação pode ser a realização de entrevistas com especialistas sobre alguns pontos como: Animais transgênicos como fornecedores de órgãos e tecidos, incluindo aspectos de bioética e terapia de célula tronco, complementada com a elaboração de reportagem relatando analisando a entrevista.

A elaboração das perguntas para a entrevista exige a organização dos conhecimentos e priorização de idéias e dúvidas do grupo além de requerer discernimento dos estudantes para comparar o posicionamento dos cientistas sobre biotecnologia, avaliando, os contrapontos, a consistência das argumentações e os fundamentos que sustentam suas teorias.

A Auto-avaliação é uma oportunidade para o estudante fazer uma apreciação de seu comportamento como também relatar suas dificuldades.

São questões que podem ser usadas nos processos de auto-avaliação:

Como você realiza suas tarefa?
Você fez estudos complementares em casa? Quais?
Que dificuldades você teve durante o estudo da Unidade?
O que você ainda não compreendeu do assunto estudado?
Como você avalia as tarefas realizadas em sala?

Em outros tipos de questionário que orientam o comportamento e a auto-avaliação os estudantes devem responder sim ou não para as questões do tipo:

Em relação à freqüência às aulas

Freqüentou as aulas regulamente?
Chegou atrasado nas aulas?
Participou das atividades em sala?
Contribuiu com os trabalhos do grupo?
Distraiu-se durante as aulas com outras brincadeiras?
Entrou em atrito com os colegas?

Em relação à organização do material

Compareceu às aulas com caderno e livro?
Anotou as aulas e as tarefas para casa?
Copiou as tarefas dos colegas?

Em relação aos hábitos de estudo

Estudou em casa os temas de biologia tratados em sala?
Pesquisou em outros livros, jornais e revistas?
Em relação ao desenvolvimento da aula você

  1. Esteve interessado no assunto?
  2. Gostou das atividades propostas?
  3. Interagiu com o professor e os colegas?

Página anterior Conteúdo Básico Comum (cbc) e conteúdo complementar de BIOLOGIA DO ENSINO MÉDIO